Terapias de energia

As Terapias de Energia são uma modalidade terapêutica que reúne vários tratamentos para a manipulação dos fluxos e campos de energia do corpo humano, buscando obter um estado de saúde e equilíbrio, tanto físico como emocional. Como exemplo podemos citar o Reiki, Craniosacral, Qi gong, Toque Terapêutico, Johrei, Acupuntura, Do-in, Cromoterapia, entre muitas outras.

 Já a Terapia Vibracional pode ser entendida como uma categoria específica dentro das terapias de energia, que atua diretamente no campo sutil ao redor do corpo físico e utiliza  fundamentalmente os recursos vibracionais como forma de tratamento. As terapias que utilizam imposição de mãos são exemplos de Terapias Vibracionais.

A Terapêutica de Energia entende o Ser Humano como um conjunto de sofisticadas redes de energia e informação que percorrem o organismo por meridianos e capilares de energia, penetram cada órgão, tecido e célula, incluindo seus DNAs, e se estendem para fora da pele formando um campo luminoso ao redor do corpo físico.

 Esse campo vibra e pulsa, produzindo uma assinatura vibracional única que, quando em harmonia, mantém operante a capacidade que todo organismo tem de auto-regulação, auto-reparação e autocura.

 As doenças, por sua vez, são compreendidas como manifestações físicas decorrentes da persistência de bloqueios e distorções nesse nível não físico,  causando o comprometimento  da informação no sistema e prejudicando a resposta de auto-defesa do organismo.

 O trabalho do Terapeuta é interagir com o paciente no nível energético, buscando o retorno a um padrão vibratório de equilíbrio. Esse novo padrão se desdobra em cascata para os níveis mais densos do sistema até afetar o nível mais denso de todos, que é o físico. Quando a harmonia alcança o nível físico, a saúde é restaurada. O tratamento pode ser conduzido com o uso das mãos ou com o auxílio de equipamentos que produzem sons, cores e vibrações.

Resultados contundentes tem sido observados em todo o mundo por décadas, embora exista um caminho a frente importante na busca de evidências científicas, até que essas técnicas deixem a condição de “placebo” e possam ser integradas às práticas médicas atuais.

Os cientistas reconhecem que, se o corpo tem um mecanismo de autocura, então devemos pesquisar intensamente todos os caminhos que estimulem essas respostas.

 Mas sabemos que a maioria dos fenômenos são descritos intuitivamente antes de serem quantificados ou comprovados cientificamente. As Terapias de Energia deverão seguir o mesmo caminho.

Veja também